Com voto de vice-líder da oposição, Celso Tacoani vence eleição para presidente da Câmara: 12 a 9

spot_img
Compartilhe:

Além dos 11 vereadores da base governista, o vice-líder da Oposição Juarez Morais votou em Celso: 12 a 9 placar final.

O voto do vereador e vice-líder da oposição Juarez Morais dado hoje, 11, na eleição da Mesa Diretora para o próximo biênio da atual legislatura, que elegeu Celso Tacoani presidente a partir de janeiro de 2023, foi a garantia de que, mesmo que houvesse algum “falsete” dentro grupo governista formado por onze vereadores, a eleição de Celso estava garantida.

A conquista do voto de Juarez Morais é creditada ao empenho pessoal do presidente eleito, que foi inclusive narrativa nas entrelinhas de matéria publicada neste blogdoribinha (reveja), deve causar um reboliço dentro da oposição, mas apesar disso, todas as conversas travadas por esse jornalista durante esse processo de eleição, davam conta dessa possibilidade de um vereador de oposição – no caso Juarez Morais -, votar em favor de Celso.

Com a eleição de Celso Tacoani, que é da base governista, a oposição sofre um duro golpe no poderio político, pois o governo retoma novamente o poder legislativo e com isso fica bem mais facil conseguir novas vitórias e conquistas, desde que não sejam contra a cidade e contra o povo, pois o poder emana do povo e só ele e capaz de mudar o que não está nem certo e muito menos beneficiando a população.

Ao novo presidente, caberá, a partir do próximo ano, a cautela e humildade, que lhe são muito peculiares, para conduzir uma Casa cheias de polêmicas e discussões, que em muitas vezes não levaram a nada a não ser expor a duvidosa qualidade do legislativo nas discussões dos assuntos relevantes e de interesse da população.

É isso!

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

No mesmo dia: Reeleitos, Lira e Pacheco rompem com Bolsonaro, mas deixam recado ao STF

Colunista do jornal "O Globo" avalia que o pior cenário para o Supremo seria a vitória de Rogério Marinho. Mas reeleição de Lira e...

Suspensa eficácia de norma que exigia quórum qualificado para aprovação de leis em Timon

Por unanimidade, o Órgão Especial do TJMA deferiu, em parte, medida cautelar em Adin, determinando quórum de maioria de votos para aprovação de matéria...

Deputados Estaduais tomam posse para 20ª legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão

Os deputados eleitos para a 20ª legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão foram empossados na manhã desta quarta-feira (1º), no Plenário Nagib Haickel. O...

Além dos 11 vereadores da base governista, o vice-líder da Oposição Juarez Morais votou em Celso: 12 a 9 placar final.

O voto do vereador e vice-líder da oposição Juarez Morais dado hoje, 11, na eleição da Mesa Diretora para o próximo biênio da atual legislatura, que elegeu Celso Tacoani presidente a partir de janeiro de 2023, foi a garantia de que, mesmo que houvesse algum "falsete" dentro grupo governista formado por onze vereadores, a eleição de Celso estava garantida. A conquista do voto de Juarez Morais é creditada ao empenho pessoal do presidente eleito, que foi inclusive narrativa nas entrelinhas de matéria publicada neste blogdoribinha (reveja), deve causar um reboliço dentro da oposição, mas apesar disso, todas as conversas travadas por esse jornalista durante esse processo de eleição, davam conta dessa possibilidade de um vereador de oposição - no caso Juarez Morais -, votar em favor de Celso. Com a eleição de Celso Tacoani, que é da base governista, a oposição sofre um duro golpe no poderio político, pois o governo retoma novamente o poder legislativo e com isso fica bem mais facil conseguir novas vitórias e conquistas, desde que não sejam contra a cidade e contra o povo, pois o poder emana do povo e só ele e capaz de mudar o que não está nem certo e muito menos beneficiando a população. Ao novo presidente, caberá, a partir do próximo ano, a cautela e humildade, que lhe são muito peculiares, para conduzir uma Casa cheias de polêmicas e discussões, que em muitas vezes não levaram a nada a não ser expor a duvidosa qualidade do legislativo nas discussões dos assuntos relevantes e de interesse da população. É isso!