Em Timon, segue o jogo: LOA 2022 com cortes de milhões é reapresentada e novamente rejeitada

spot_img
Compartilhe:

Mas uma vez, a LOA, com cortes sensação sensíveis à gestão, foi rejeitada.

Jair mayner, no papel de líder, sem argumentos para convencer pela aprovação da LOA

A LOA 2022, motivo de discórdia entre os vereadores de oposição e governistas de Timon desde o ano passado, quando foi rejeitada, foi hoje, 02, em sessão extraordinária, reapresentada e motivada, em sua discussão, por bate-boca, acusações e até desafios entre os pares da Casa, mas no final, durante a votação, foi novamente rejeitada. Pois segundo os vereadores de oposição, a Lei orçamentária anual, prevê cortes severos nas áreas mais importantes da gestão e por isso, da forma que está dificilmente será aprovada.

Os vereadores governistas, uníssonos, em suas falas lançaram a proposta de que os vereadores apresentam emendas para que a LOA seja aprovada, mas os vereadores oposicionistas, diante da estratégia, advertiram que se a LOA for aprovada com as emendas, o Executivo tem a prerrogativa de vetar as emendas e com maioria na Casa, a oposição não consegue derrubar os vetos e LOA, da forma que está com os cortes prevalecerá.

Veja o apelo da prefeita Dinair Veloso pela aprovação da lei. Segundo ela, a prefeitura já recorreu até à justiça para aprovação da LOA, mas a justiça não pode aprovar a lei. Essa prerrogativa é da casa legislativa.

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

De um milhão e 200 mil levados pelo funcionário do BB de Teresina, polícia só recuperou 41 mil

O funcionário alega estar passando por problemas psicológicos, mas cadê o dinheiro? Quanto ele subtraiu do banco? O bancário de 39 anos suspeito de furtar R$...

Confira quatro dicas para empreender em 2023

Por Elainy Castro Empreender é um sonho comum de muitos brasileiros. Esse é um caminho que pode trazer realização profissional e sucesso financeiro, além disso,...

No mesmo dia: Reeleitos, Lira e Pacheco rompem com Bolsonaro, mas deixam recado ao STF

Colunista do jornal "O Globo" avalia que o pior cenário para o Supremo seria a vitória de Rogério Marinho. Mas reeleição de Lira e...

Mas uma vez, a LOA, com cortes sensação sensíveis à gestão, foi rejeitada.

Jair mayner, no papel de líder, sem argumentos para convencer pela aprovação da LOA
A LOA 2022, motivo de discórdia entre os vereadores de oposição e governistas de Timon desde o ano passado, quando foi rejeitada, foi hoje, 02, em sessão extraordinária, reapresentada e motivada, em sua discussão, por bate-boca, acusações e até desafios entre os pares da Casa, mas no final, durante a votação, foi novamente rejeitada. Pois segundo os vereadores de oposição, a Lei orçamentária anual, prevê cortes severos nas áreas mais importantes da gestão e por isso, da forma que está dificilmente será aprovada. Os vereadores governistas, uníssonos, em suas falas lançaram a proposta de que os vereadores apresentam emendas para que a LOA seja aprovada, mas os vereadores oposicionistas, diante da estratégia, advertiram que se a LOA for aprovada com as emendas, o Executivo tem a prerrogativa de vetar as emendas e com maioria na Casa, a oposição não consegue derrubar os vetos e LOA, da forma que está com os cortes prevalecerá. Veja o apelo da prefeita Dinair Veloso pela aprovação da lei. Segundo ela, a prefeitura já recorreu até à justiça para aprovação da LOA, mas a justiça não pode aprovar a lei. Essa prerrogativa é da casa legislativa.