Ex-secretária Rosário é vítima de campanha difamatória por parte de grupo que perdeu eleição em Coelho Neto

spot_img
Compartilhe:

Convidada para ser secretária de Educação de Coelho Neto pelo prefeito eleito Bruno Silva – que teve quase 60 por cento dos votos do eleitorado -, portanto respaldado para fazer um governo voltado para as grandes questões da cidade, a Professora Rosário Leal é vítima de uma campanha sórdida, preconceituosa, difamatória e leviana por parte do grupo que perdeu as eleições deste ano e que tem com intuito descaracterizá-la ou por medo da seu trabalho técnico e competente como gestora ocupando as principais pastas do primeiro escalão onde atuou como secretária.

A Professora Rosário Leal retorna ao cargo de secretária também respaldada por um trabalho que executou, primeiro como secretária de Assistência Social e de Educação na gestão do pai do prefeito eleito Bruno Silva, Soliney Silva, mas a Professora, por ser técnica, também é muito lembrado por sua atuação no comando de secretarias nas gestões dos prefeitos Magno e Márcia Bacelar, sempre ocupando cargo de confiança dos gestores da cidade e tendo o respeito a admiração por seu trabalho da própria população de Coelho Neto e Timon, onde foi secretária de Educação e atua hoje como secretária Desenvolvimento Social na gestão de Chico e Luciano Leitoa, respectivamente.

Quando atuou como secretária de Educação em Coelho Neto, a Professora Rosário Leal desenvolveu um dos maiores planos de valorização do servidor da pasta. Ela criou o Programa Bem Estar, que objetivou uma assistência completa ao professor beneficiando à categoria profissionais da área médica em quase todos os setores da medicina, além disso, Rosário Leal promoveu a autoestima dos professores realizando sempre as festas dedicadas a categorias com o sorteio de brindes valiosos. Dentro da estrutura da Educação, a ex-secretária promoveu o início da construção de inúmeras escolas, que deveria ter uma solução de continuidade com a gestão atual que não concluiu as obras deixada em execução por questões meramente política.

Assim que seu nome foi anunciado pelo prefeito eleito Bruno Silva, registramos no perfil do prefeito e grupos ligados à cidade, inúmeras manifestações positivas advindas, principalmente, de professores, pais de alunos, servidores e de outros setores da cidade, mas com representatividade da sociedade da Coelho Neto com referência ao seu trabalho como gestora, mas de um setor com ligação à atual gestão veio esse tipo de campanha difamatória, que segundo informações, por parte da Professora, foram adotadas todas as providências cabíveis para estabelecer na justiça e com reparos sobre o verdadeiro caráter público e privado da ex-secretária Professora Rosário Leal.

Em pesquisa feita pelo blog não constatamos qualquer processo em transitado e julgado que impeça a Professora Rosário Leal de assumir cargo nas gestões públicas.

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

E+ Comunidade chega a Timon nesta quinta-feira (19) com serviços e facilidades

As ações são promovidas pela Equatorial Maranhão e ocorrem de 14h às 17h na Creche Jailson Nascimento Rodrigues, no bairro Residencial Cocais O Programa E+...

Segurança com energia começa dentro de casa!

Equatorial Maranhão alerta para os cuidados necessários com instalações elétricas internas A eletricidade é parte essencial da nossa rotina, garantindo grande parte do suporte à...

Irmão de ex-vereador de Timon requer vaga de vereador de Teresina no lugar de Antonio José Lira

Alysson Pego diz ele é comprovadamente o legítimo suplente e deve assumir a vaga e não Antonio José Lira. O suplente de vereador Alysson Silva Pego,...