Mercado do mundo Pet vê oportunidade com a chegada da Copa do Mundo

spot_img
Compartilhe:

Copa do Mundo para Pets.
Dono e bichinho em sintonia para acompanhar o Brasil nos jogos da Copa

Por Elainy Castro 

O Instituto Pet Brasil (IPB) divulgou, recentemente, uma pesquisa estimando que o setor de produtos, serviços e comércio de animais de estimação deve ter um crescimento de 14% no ano de 2022, com um faturamento de R$ 58,9 bilhões. Em 2021, o mercado nacional registrou um crescimento de 27% no faturamento, em comparação ao ano de 2020, fechando o ano com um total de R$ 51,7 bilhões.

Apesar dos desafios dos últimos anos, o amor é um dos motivos pelos quais o setor registra aumento. Isso é o que diz o presidente do Conselho Consultivo do Instituto Pet Brasil, Nelo Marraccini. “Os brasileiros têm uma relação muito próxima com seus pets e não deixam de cuidar deles. Os animais de estimação são parte da família. Conhecemos seus gostos e personalidades. Soma-se a isso o fato de que a cadeia de produção, abastecimento e venda de produtos para animais de estimação é ampla e capilarizada no país”, afirma.

De olho nesta característica dos brasileiros e na chegada da Copa do Mundo, os estabelecimentos do universo pet já se preparam para ampliar a oferta de produtos e assegurar a presença da clientela neste período. Em São Luís, lojas voltadas para o público pet já estão em clima festivo, com vitrines decoradas, cheias de adereços, roupas, laços e ornamentação especial em verde e amarelo. Os donos, de olho nas opções que agradam a todos os tipos de bolsos e gostos, já buscam o melhor produto para fazer com que o bichinho esteja em sintonia com a família durante os jogos da seleção no mês de novembro.

Para Raney Santos, tutor do Pateta, os meses de novembro e dezembro, quando acontecerão os jogos da Copa, serão repletos de alegria, com o manto da seleção ao lado do seu fiel amigo. “A Copa é um momento em que o mundo para para assistir aos jogos, onde um país fica vidrado vendo seu time jogar, e isso inclui os pets também, eles têm que participar da festa a carater!”, afirma.

Já para a proprietária da PetMania, empresa que atua no mercado maranhense há 15 anos, Melissa Minohara, esse é um momento que beneficia lojistas do ramo e donos dos bichinhos. “Os papais e mamães estão adorando ver os pets vestidos para a Copa. Nós esperamos que todos os pets se vistam para torcer pela nossa vitória, junto à sua família”, afirma.

A loja conta com itens como casaquinhos, camisetas, adereços pós banhos, laços, bandanas, uniformes com o tradicional ‘Camisa 10’ da seleção brasileira, além de brinquedinhos.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

São Luís está entre os 20 destinos nacionais mais procurados na Black Friday, segundo a Decolar

São Luís foi apontada como um dos 20 destinos mais procurados durante a campanha de Black Friday da companhia de viagens on-line Decolar. A...

TRF1 aceita denúncia do MPF contra prefeito de Pinheiro (MA) e mais seis pessoas por fraudes e desvio de recursos

Eles responderão por crimes de responsabilidade, lavagem de capitais e organização criminosa, na medida de suas participações Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª...

Facebook deve restituir conta invadida e pagar indenização a usuário

O Juizado Cível e Criminal da cidade de Codó condenou a plataforma social Facebook a restabelecer a conta de usuário Tiago Tales Silva Sousa,...

Copa do Mundo para Pets. Dono e bichinho em sintonia para acompanhar o Brasil nos jogos da Copa

Por Elainy Castro  O Instituto Pet Brasil (IPB) divulgou, recentemente, uma pesquisa estimando que o setor de produtos, serviços e comércio de animais de estimação deve ter um crescimento de 14% no ano de 2022, com um faturamento de R$ 58,9 bilhões. Em 2021, o mercado nacional registrou um crescimento de 27% no faturamento, em comparação ao ano de 2020, fechando o ano com um total de R$ 51,7 bilhões. Apesar dos desafios dos últimos anos, o amor é um dos motivos pelos quais o setor registra aumento. Isso é o que diz o presidente do Conselho Consultivo do Instituto Pet Brasil, Nelo Marraccini. “Os brasileiros têm uma relação muito próxima com seus pets e não deixam de cuidar deles. Os animais de estimação são parte da família. Conhecemos seus gostos e personalidades. Soma-se a isso o fato de que a cadeia de produção, abastecimento e venda de produtos para animais de estimação é ampla e capilarizada no país”, afirma. De olho nesta característica dos brasileiros e na chegada da Copa do Mundo, os estabelecimentos do universo pet já se preparam para ampliar a oferta de produtos e assegurar a presença da clientela neste período. Em São Luís, lojas voltadas para o público pet já estão em clima festivo, com vitrines decoradas, cheias de adereços, roupas, laços e ornamentação especial em verde e amarelo. Os donos, de olho nas opções que agradam a todos os tipos de bolsos e gostos, já buscam o melhor produto para fazer com que o bichinho esteja em sintonia com a família durante os jogos da seleção no mês de novembro. Para Raney Santos, tutor do Pateta, os meses de novembro e dezembro, quando acontecerão os jogos da Copa, serão repletos de alegria, com o manto da seleção ao lado do seu fiel amigo. “A Copa é um momento em que o mundo para para assistir aos jogos, onde um país fica vidrado vendo seu time jogar, e isso inclui os pets também, eles têm que participar da festa a carater!”, afirma. Já para a proprietária da PetMania, empresa que atua no mercado maranhense há 15 anos, Melissa Minohara, esse é um momento que beneficia lojistas do ramo e donos dos bichinhos. “Os papais e mamães estão adorando ver os pets vestidos para a Copa. Nós esperamos que todos os pets se vistam para torcer pela nossa vitória, junto à sua família”, afirma. A loja conta com itens como casaquinhos, camisetas, adereços pós banhos, laços, bandanas, uniformes com o tradicional ‘Camisa 10’ da seleção brasileira, além de brinquedinhos.