O iogurte do kit distribuído pela Educação de Timon não está estragado, mas ficou “aguado”, pois não deveria ter sido congelado

spot_img
Compartilhe:

Uma recomendação na embalagem do iogurte entregue no kit da merenda escolar que distribuída aos 30 mil alunos da rede municipal de ensino de Timon diz que a bebida láctea não deve ser congelada, mas não foi essa a orientação que receberam as pessoas responsáveis pelo armazenamento do produtos nas escolas publicas, por isso, teve algumas pessoas que receberam um produto “aguado” e não estragado como aparece em algumas filmagens redes sociais.

Por outro lado, não conseguimos qualquer tipo de contato com a empresa responsável pelo produto.

Segundo CNPJ que consta na embalagem, a empresa está registrada na receita federal em nome de S H L Menezes Eireli, com endereço na cidade de Teresina, na Avenida Henry wall de Carvalho, 7960, bairro Areias, na embalagem do produto o nome registrado é de Marluce Santos Brito Eilreli.

Mas apesar de ter registro e endereço na Receita federal, o blogdoribinha não conseguiu contato com os responsáveis. O telefone como contato no CNPJ pertence ao contador que abriu a empresa, mas em contato com ele, o mesmo informou que foi responsável pela abertura da empresa, mas que está há três anos sem contato com a mesma e não sabe onde ela está funcionando.

Mais estranho ainda na localização da empresa é que o número do Serviço de Atendimento ao Consumidor – SAC 086 3220 2705 ninguém atende.

O blogdoribinha conferiu, por amostragem, a validade do produto, que está em dia e a empresa tem certificação do produto através da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí – Adapi e não pelo Serviço de Inspeção Federal – SIF.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Vagas temporárias: especialista dá dicas para se destacar nas seleções

Varejo e serviços devem abrir 95 mil vagas temporárias para o fim de ano Por Elainy Castro Segundo levantamento realizado em todas as regiões do Brasil...

São Luís está entre os 20 destinos nacionais mais procurados na Black Friday, segundo a Decolar

São Luís foi apontada como um dos 20 destinos mais procurados durante a campanha de Black Friday da companhia de viagens on-line Decolar. A...

TRF1 aceita denúncia do MPF contra prefeito de Pinheiro (MA) e mais seis pessoas por fraudes e desvio de recursos

Eles responderão por crimes de responsabilidade, lavagem de capitais e organização criminosa, na medida de suas participações Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª...
Uma recomendação na embalagem do iogurte entregue no kit da merenda escolar que distribuída aos 30 mil alunos da rede municipal de ensino de Timon diz que a bebida láctea não deve ser congelada, mas não foi essa a orientação que receberam as pessoas responsáveis pelo armazenamento do produtos nas escolas publicas, por isso, teve algumas pessoas que receberam um produto "aguado" e não estragado como aparece em algumas filmagens redes sociais. Por outro lado, não conseguimos qualquer tipo de contato com a empresa responsável pelo produto. Segundo CNPJ que consta na embalagem, a empresa está registrada na receita federal em nome de S H L Menezes Eireli, com endereço na cidade de Teresina, na Avenida Henry wall de Carvalho, 7960, bairro Areias, na embalagem do produto o nome registrado é de Marluce Santos Brito Eilreli. Mas apesar de ter registro e endereço na Receita federal, o blogdoribinha não conseguiu contato com os responsáveis. O telefone como contato no CNPJ pertence ao contador que abriu a empresa, mas em contato com ele, o mesmo informou que foi responsável pela abertura da empresa, mas que está há três anos sem contato com a mesma e não sabe onde ela está funcionando. Mais estranho ainda na localização da empresa é que o número do Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC 086 3220 2705 ninguém atende. O blogdoribinha conferiu, por amostragem, a validade do produto, que está em dia e a empresa tem certificação do produto através da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí - Adapi e não pelo Serviço de Inspeção Federal - SIF.