spot_img
spot_img

Protetor solar: por que ele é importante e como escolher o melhor para sua pele

spot_img
Compartilhe:

Por Elainy Castro

O Brasil está novamente em alerta devido às altas temperaturas que vêm sendo registradas nos últimos dias. A junção da baixa umidade e da forte onda de calor levou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a classificar algumas regiões do país como “Perigo Potencial”, com municípios cuja sensação térmica ultrapassou os 40 ºC.

Todo esse calor pode impactar negativamente na saúde dos brasileiros. As temperaturas extremas podem causar mal estar, com sintomas de fraqueza, tontura, dores de cabeça, transpiração excessiva, náuseas e até diarreia. Durante esse período, é importante reforçar se manter hidratado, evitar exposição nos horários mais quentes e usar roupas leves.

A alta incidência de raios ultravioleta também é prejudicial à saúde da pele, podendo causar danos que vão desde o envelhecimento precoce até o aparecimento de um câncer. O médico, pós graduado em Dermatologia e professor da Faculdade de Medicina de Açailândia (IDOMED Fameac), Cláudio Costa Cardoso, explica que o protetor solar é indispensável para proteger a pele dos efeitos nocivos das altas temperaturas, atuando como uma barreira que impede que os raios ultravioletas, um dos principais fatores de alterações maléficas das células da pele, a prejudiquem.

Claudio reforça que o correto é passar o produto na pele pelo menos 15 minutos antes da exposição ao sol e aplicá-lo novamente a cada duas ou três horas, dependendo do nível de suor ou exposição à água durante esse período. “A aplicação pode ser feita usando a regra dos três dedos, que é usar o dedo indicador, e anelar e o médio como apoio antes de espalhar o produto na face”, afirma.

O mais indicado

Existem diferentes tipos de protetor solar disponíveis no mercado, incluindo produtos com a consistência mais cremosa, líquido, spray, em pó, com aplicação via bastão e até com cores. Cláudio ressalta que cada pessoa pode escolher o tipo de protetor que melhor se adaptar à pele, mas dá uma dica importante: quem tem acne deve escolher protetores sem óleos – Oil Free.

“Quem tem a pele oleosa deve usar produtos de absorção rápida. Já quem tem a pele seca deve fazer uso de itens com ativos hidratantes e em creme. Já quem possui a pele sensível deve evitar produtos com perfume ou com componentes que geram alergia”, aconselha.

Cláudio destaca que, para a maioria da população brasileira, os produtos mais indicados e recomendados são protetores com filtro solar com FPS acima de 30, mesmo em casos de pele negra. ”Utilize produtos que protejam contra os raios UVA e UVB, com fator de proteção solar (FPS) no mínimo 30. As pessoas com pele clara ou doenças que deixam a pele mais sensível devem usar protetor solar com um FPS maior”, orienta.

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Gastrite: especialista dá dicas para prevenir e tratar a doença

Por Elainy Castro O Google Trends, um dos sites mais famosos de busca na internet, vem apontando “gastrite” como um dos temas mais pesquisados pelos...

Dengue: entenda a importância de vacinar seus filhos

Imunização e eliminação de focos do mosquito são principais aliadas na prevenção da doença Por Juliana Castelo “Toda vez que anunciam a chegada de vacinas novas,...

Henrique Júnior afirma em encontro que seu grupo político em Timon terá mais de 40 pré-candidaturas

O deputado federal e pré-candidato a prefeito de Timon, Henrique Júnior, participou na noite de ontem do encontro de alinhamento e planejamento estratégico com...