Quais novidades surgiram sobre o assassinato do empresário Terceiro Waquim?

spot_img
Compartilhe:

A sociedade se manifesta, cobra pelo desvendamento, pela prisão dos autores e ou mandantes. Mas a policia continua calada.

Enquanto a sociedade, a população, os familiares e os amigos vivem em “compasso de espera” aguardando qualquer informação em torno do assassinato do empresário Terceiro Waquim, que completou dez dias, principalmente, quem são os autores ou os possíveis mandantes do crime, a polícia continua calada, num silêncio sepulcral.

Mas apesar disso, desse silêncio, a sociedade, se manifesta, no bastidores, desde o assassinato e sobre os possíveis envolvimentos, com base inclusive, em informações extraoficiais, e que devem ter sido repassadas para a policia.

A sociedade, familiares, a população e os amigos temem que o caso, o crime, o assassinato brutal do empresário caia no esquecimento e entre para a lista dos crimes insolúveis como os inúmeros assassinatos até hoje sem solução em Timon.

Por isso, através da mídia, são inúmeras as manifestações de pessoas que evocam o direito de cobrar uma ação da policia no sentido de desvendar o crime e apresentar para a justiça os autores responsáveis por esse bárbaro crime em Timon.

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Deputados Estaduais tomam posse para 20ª legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão

Os deputados eleitos para a 20ª legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão foram empossados na manhã desta quarta-feira (1º), no Plenário Nagib Haickel. O...

Vai doer no bolso: desoneração dos combustíveis está com os dias contados

No começo deste ano, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prolongou a desoneração dos combustíveis por mais 60 dias para álcool...

Semdes encerra “janeiro branco” com palestra na rede de assistência social em Timon

O Projeto “Vamos Conversar” desenvolvido pelas facilitadoras do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Vila João Reis, que aborda temas relevantes para os...

A sociedade se manifesta, cobra pelo desvendamento, pela prisão dos autores e ou mandantes. Mas a policia continua calada.

Enquanto a sociedade, a população, os familiares e os amigos vivem em "compasso de espera" aguardando qualquer informação em torno do assassinato do empresário Terceiro Waquim, que completou dez dias, principalmente, quem são os autores ou os possíveis mandantes do crime, a polícia continua calada, num silêncio sepulcral. Mas apesar disso, desse silêncio, a sociedade, se manifesta, no bastidores, desde o assassinato e sobre os possíveis envolvimentos, com base inclusive, em informações extraoficiais, e que devem ter sido repassadas para a policia. A sociedade, familiares, a população e os amigos temem que o caso, o crime, o assassinato brutal do empresário caia no esquecimento e entre para a lista dos crimes insolúveis como os inúmeros assassinatos até hoje sem solução em Timon. Por isso, através da mídia, são inúmeras as manifestações de pessoas que evocam o direito de cobrar uma ação da policia no sentido de desvendar o crime e apresentar para a justiça os autores responsáveis por esse bárbaro crime em Timon.