SAAD Norte prepara barreiras de contenção para impedir avanço das águas do rio Poti

spot_img
Compartilhe:

As comportas da barragem de Boa Esperança, localizada em Guadalupe (PI), foram abertas na terça-feira (28). A expectativa é de que as águas cheguem na cidade de Teresina já no final da tarde de hoje (30).

A superintendente executiva da SAAD Norte, Luana Barradas, vistoriou na manhã desta quinta-feira (30), os locais onde serão implantadas barreiras de contenção caso ocorra o aumento no nível das águas do rio Poti e Parnaíba.

Até o momento, os pontos mais críticas ficam localizados na região do bairro Poti Velho e ao longo da Avenida Boa Esperança. Desde a quarta-feira (29), homens da SAAD Norte trabalham na aquisição de sacos plásticos, areia e massará, que posteriormente serão colocados dentro dos sacos e dispostos no trecho em que ficará montada a barreira.

“Nossa meta é ter cinco mil sacos de areia prontos para serem montadas essas barreiras de contenção, caso haja um aumento significativo no nível das águas dos rios. O ponto mais baixo fica na região do restaurante Pesqueirinho, mas temos também dezenas de casas ao longo da Avenida Boa Esperança que estão suscetíveis”, destacou a superintendente executiva da SAAD Norte, Luana Barradas.

Além dela, técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (SEMDUH) acompanham e monitoram a situação dos rios. As comportas da barragem de Boa Esperança, localizada em Guadalupe (PI), foram abertas na terça-feira (28). A expectativa é de que as águas cheguem na cidade de Teresina já no final da tarde de hoje (30).

“A informação que nós temos é de que o nível do rio deve começar a subir já na tarde desta quinta-feira. Temos homens de plantão e já solicitamos toda estrutura necessária para dar o suporte para famílias. Esperamos não ter problemas. Além disso, nossa Estação de Bombeamento de águas pluviais segue funcionando plenamente. Temos um engenheiro elétrico também acompanhando a situação do maquinário”, afirmou

A estação de bombeamento da Avenida Boa Esperança tem papel fundamental no sistema de drenagem da região Norte. Em todos os períodos chuvosos, as lagoas enchem e a água escorre por gravidade para a Lagoa dos Oleiros, que é a maior de todas e está situada em local mais baixo, próxima dos rios. Quando ela chega em sua capacidade total, a estação de bombeamento é acionada para retirar o excesso de água da lagoa e jogar no rio Parnaíba.

“Estamos acompanhando com atenção toda essa dinâmica do período chuvoso, principalmente os impactos que recaem na zona Norte de Teresina. Já realizamos a limpeza do espaço e estamos monitorando o aumento das águas. Temos oito bombas operando e caso seja necessário teremos mais quatro. No total são 12 bombas e todas estão operando normalmente”, garantiu Luana Barradas.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

De olho na interatividade com ouvinte, Rádio de Timon lança aplicativo, site e perfis em redes sociais

A Rádio Livre Fm 106.1 lança hoje, dia (28) uma série de novas plataformas para ampliar a interatividade com o público e disponibilizar a...

Estudante de jornalismo é encontrada desmaiada na UFPI e morre em hospital de Teresina

Uma estudante de jornalismo, de nome não revelado, morreu em um hospital de Teresina após ter sido encontrada desacordada nas dependências da Universidade Federal do...

Em café da manhã de trabalho, Timon e Caxias discutem duplicação da BR 316

Uilma Resende reuniu vereadores e representantes das duas cidades para discutir esse projeto, tendo em vista a nomeação de Cleiton Noleto para o DNIT-MA. Se...

As comportas da barragem de Boa Esperança, localizada em Guadalupe (PI), foram abertas na terça-feira (28). A expectativa é de que as águas cheguem na cidade de Teresina já no final da tarde de hoje (30).

A superintendente executiva da SAAD Norte, Luana Barradas, vistoriou na manhã desta quinta-feira (30), os locais onde serão implantadas barreiras de contenção caso ocorra o aumento no nível das águas do rio Poti e Parnaíba. Até o momento, os pontos mais críticas ficam localizados na região do bairro Poti Velho e ao longo da Avenida Boa Esperança. Desde a quarta-feira (29), homens da SAAD Norte trabalham na aquisição de sacos plásticos, areia e massará, que posteriormente serão colocados dentro dos sacos e dispostos no trecho em que ficará montada a barreira. “Nossa meta é ter cinco mil sacos de areia prontos para serem montadas essas barreiras de contenção, caso haja um aumento significativo no nível das águas dos rios. O ponto mais baixo fica na região do restaurante Pesqueirinho, mas temos também dezenas de casas ao longo da Avenida Boa Esperança que estão suscetíveis”, destacou a superintendente executiva da SAAD Norte, Luana Barradas. Além dela, técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (SEMDUH) acompanham e monitoram a situação dos rios. As comportas da barragem de Boa Esperança, localizada em Guadalupe (PI), foram abertas na terça-feira (28). A expectativa é de que as águas cheguem na cidade de Teresina já no final da tarde de hoje (30). “A informação que nós temos é de que o nível do rio deve começar a subir já na tarde desta quinta-feira. Temos homens de plantão e já solicitamos toda estrutura necessária para dar o suporte para famílias. Esperamos não ter problemas. Além disso, nossa Estação de Bombeamento de águas pluviais segue funcionando plenamente. Temos um engenheiro elétrico também acompanhando a situação do maquinário”, afirmou A estação de bombeamento da Avenida Boa Esperança tem papel fundamental no sistema de drenagem da região Norte. Em todos os períodos chuvosos, as lagoas enchem e a água escorre por gravidade para a Lagoa dos Oleiros, que é a maior de todas e está situada em local mais baixo, próxima dos rios. Quando ela chega em sua capacidade total, a estação de bombeamento é acionada para retirar o excesso de água da lagoa e jogar no rio Parnaíba. “Estamos acompanhando com atenção toda essa dinâmica do período chuvoso, principalmente os impactos que recaem na zona Norte de Teresina. Já realizamos a limpeza do espaço e estamos monitorando o aumento das águas. Temos oito bombas operando e caso seja necessário teremos mais quatro. No total são 12 bombas e todas estão operando normalmente”, garantiu Luana Barradas.