Prefeitura monitora e faz retirada de famílias em situação de risco em Teresina

spot_img
Compartilhe:

Equipes integradas também realizam o monitoramento em demais áreas consideradas como pontos críticos.

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Centro reforçou uma série de atividades preventivas em bairros de Teresina. O objetivo é prevenir situações de alagamentos e desabamentos devido ao aumento do acúmulo de chuvas registrado neste ano.

Ao longo de domingo (2), pelo menos cinco famílias já foram retiradas de um trecho alagadiço, localizado na Vila Apolônia, sendo quatro na rua 3 e uma na rua 1. Pelo menos 37 outras seguem sendo monitoradas na Rua 3.

Equipes integradas também realizam o monitoramento em demais áreas consideradas como pontos críticos.

São estes trechos de vias localizadas nos bairros Cabral, Vila Ferroviária Nova Brasília e São Joaquim, próximo à margem do rio Poti. A estimativa é de que pelo menos 550 famílias residam nestes pontos.

Segundo o superintendente executivo da SAAD Centro, José Alberto, a prioridade é a de garantir a segurança das pessoas.

“Em um primeiro momento, estamos conversando com cada uma para verificar se podem ser levadas para outro local ou para a casa de um familiar. Se não, a Prefeitura, por meio de suas secretarias, estruturou um local onde serão devidamente acolhidas”, explicou.

O abrigo estruturado pela gestão municipal é a escola Domingos Jorge Velho, no bairro Mafrense. De acordo com o superintendente da SAAD Centro, Roncalli Filho, os gestores de maneira integrada, entre SAAds, Semcaspi e Defesa Civil, estão viabilizando mantimentos para o espaço como colchões, cobertas e alimentos e caminhões para o transporte.

“Temos um trabalho de logística e também de convencimento destas pessoas para que saiam destes locais que são perigosos para sua integridade física. Nosso prefeito olha de forma sensível para essa situação para a segurança das pessoas e vamos dar todo o apoio e suporte necessários neste momento”, garantiu Roncalli Filho.

Além da retirada e monitoramento em caráter emergencial, a SAAD Centro também realizou ações preventivas ao longo dos meses de novembro e dezembro em diversos bairros para evitar entupimentos e alagamentos.

Entre eles esteve a realização de mutirões de limpeza, realizadas por até 75 homens diariamente para reduzir volume de resíduos que vão para elementos de drenagem existentes. Além do mapeamento e identificação dos principais pontos de alagamento, limpeza e desobstrução de bueiros, bocas de lobo, caixas de passagens, canais naturais e lagoas.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Operação das Polícias Militar e Civil cumpre mandados, faz apreensão de armas; drogas e efetua prisões

A operação aconteceu hoje pela manhã na cidade de Matões. A Polícia Civil do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (DENARC/Timon e...

Tudo pronto para a inauguração do ginásio poliesportivo do Residencial Novo Tempo

O moderno prédio foi construído pelo Governo do Maranhão, através da Secretaria de Educação. O Governo do Maranhão, através do Secretaria Estadual de Educação concluiu...

Em Timon: registro de quase mil casos de sintomas gripais, suspende atividades presenciais

Nas UBS onde fazem atendimento para casos de Covid, foram realizados 647 testes, destes 382 deram resultado positivo. Autoridades em saúde pública tem detectado...