Saída de Marco Moura é mais um erro administrativo e político do grupo Leitoa

spot_img
Compartilhe:

Marco Moura vinha realizando um bom trabalho na UVZ e de 191 votos em 2016 ele subiu para 686 votos em 2020.

Marco Moura: força política na nova geração

A saída do suplente de vereador Marco Moura da Unidade de Vigilância em Zoonoses deflagrada esta semana e com a decisão do mesmo de declarar apoio ao deputado Rafael na eleição do próximo ano é mais de estratégia administrativa e politica da prefeita Dinair Veloso e o do grupo Leitoa, que dá sustentação e que perde aliados a cada dia.

O rapaz, que não é da área, vinha fazendo um excelente trabalho dentro do setor, emplacando, inclusive, ações ações inéditas e dando visibilidade à gestão Dinair nesses primeiros e longos e cansativos dez meses de governo.

Mesmo sem a condições necessárias para que o órgão funcionasse da forma que vinha atuando, Marco conseguiu mostrar serviço para a população, coisa que muitos dentro e fora  governo não apostavam, por desconhecer qualquer experiência de Marco Moura com gestão pública. Por isso, entendemos como erro de estratégia administrativa.

No campo politico, Marco Moura, que tem veia politica herdada do pai Zé Filho, ex-vereador da cidade e tem ascendido politicamente, pois seus imperceptíveis 191 votos conquistados em 2016 se transformaram em 686 votos na eleição de 2020 representa um grande reforço para o Deputado Rafael.

Marco está dentro do rol dos candidatos que têm trabalhado silenciosamente pela conquista de um mandato e o cenário nas duas eleições lhe é totalmente favorável. Por isso, que na avaliação politica, o governo, também errou, pois todos sabem que uma eleição se define a cada voto e apertada como será a eleição proporcional para deputado estadual em Timon, o Deputado Rafael é seu grupo fez questão de mostrar que “Marquinhos” é importante, assim como todos os outros que já são do grupo e que ainda virão para compor, para sua reeleição em 2022 e para os projetos futuros do deputado ex-leitoa.

Coisa que o governo não percebeu e desprezou.

É isso!

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Mercado de trabalho: Programa de Trainee Aegea está com inscrições abertas para Timon

Os interessados podem se inscrever até o dia 24 de outubro, de forma on-line A Aegea, empresa líder no setor de saneamento privado no Brasil,...

Carlos Brandão é reeleito governador, Timon terá dois deputados e Leitoas saem enfraquecidos do pleito

O governador Carlos Brandão liderou a disputa em primeiro turno pelo governo do Maranhão a partir das primeiras urnas abertas ontem, às 18h, até...

Águas de Timon celebra conclusão do projeto Desvendar Esporte

Nesta quinta-feira (29), a Águas de Timon celebrou a conclusão das atividades do projeto Desvendar Esporte, patrocinado pela Águas de Timon, durante ação no...

Marco Moura vinha realizando um bom trabalho na UVZ e de 191 votos em 2016 ele subiu para 686 votos em 2020.

Marco Moura: força política na nova geração
A saída do suplente de vereador Marco Moura da Unidade de Vigilância em Zoonoses deflagrada esta semana e com a decisão do mesmo de declarar apoio ao deputado Rafael na eleição do próximo ano é mais de estratégia administrativa e politica da prefeita Dinair Veloso e o do grupo Leitoa, que dá sustentação e que perde aliados a cada dia. O rapaz, que não é da área, vinha fazendo um excelente trabalho dentro do setor, emplacando, inclusive, ações ações inéditas e dando visibilidade à gestão Dinair nesses primeiros e longos e cansativos dez meses de governo. Mesmo sem a condições necessárias para que o órgão funcionasse da forma que vinha atuando, Marco conseguiu mostrar serviço para a população, coisa que muitos dentro e fora  governo não apostavam, por desconhecer qualquer experiência de Marco Moura com gestão pública. Por isso, entendemos como erro de estratégia administrativa. No campo politico, Marco Moura, que tem veia politica herdada do pai Zé Filho, ex-vereador da cidade e tem ascendido politicamente, pois seus imperceptíveis 191 votos conquistados em 2016 se transformaram em 686 votos na eleição de 2020 representa um grande reforço para o Deputado Rafael. Marco está dentro do rol dos candidatos que têm trabalhado silenciosamente pela conquista de um mandato e o cenário nas duas eleições lhe é totalmente favorável. Por isso, que na avaliação politica, o governo, também errou, pois todos sabem que uma eleição se define a cada voto e apertada como será a eleição proporcional para deputado estadual em Timon, o Deputado Rafael é seu grupo fez questão de mostrar que "Marquinhos" é importante, assim como todos os outros que já são do grupo e que ainda virão para compor, para sua reeleição em 2022 e para os projetos futuros do deputado ex-leitoa. Coisa que o governo não percebeu e desprezou. É isso!