spot_img

Venezuela aumenta preço da gasolina

spot_img
Compartilhe:
Gasolina brasileira uma das mais caras do mundo
Gasolina brasileira uma das mais caras do mundo

Em pronunciamento anual à Assembleia Legislativa, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que vai aumentar o preço da gasolina em 2015, após 18 anos sem reajuste do produto no país, o mais barato do mundo.

Segundo o mandatário, “chegou o momento” de tomar a decisão, em vista da atual conjuntura econômica da Venezuela e do cenário internacional de queda histórica do valor da commodity. Após quase cinco anos de estabilidade, o preço do petróleo caiu mais de 50%, quando foi de US$ 115 por barril a menos de US$ 60, em pouco mais de seis meses.

Como o petróleo é responsável por 95% das suas exportações, a Venezuela depende exclusivamente do “ouro negro” para garantir uma balança comercial favorável. Ontem, o chefe de Estado venezuelano também admitiu que o custeio da gasolina consome cerca de US$ 12,5 bilhões por ano em subsídios. “É claro que a receita faz falta…, o que eu estou dizendo é que não há desespero”, disse Maduro, de acordo com a Reuters. “Será feito este ano, sem pressa, mas será feito”, completou, na noite desta quarta-feira (21/01).

No início de 2015, Caracas entrou oficialmente em recessão e apresenta uma hiperinflação de preços de mercadorias essenciais. Em vista desse panorama, Maduro também anunciou que vai reorganizar o sistema de taxas de câmbio, na tentativa de fortalecer as receitas do país.

 

Edição: Veja Timon

Via: EFE

Compartilhe:
spot_img
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Governador Rafael Fonteles libera crédito de R$ 1,1 milhão para produtores rurais

Os recursos beneficiarão 71 produtores de 14 municípios em oito territórios, com a finalidade de fortalecer as atividades produtivas rurais do estado. O governador Rafael...

Aprovado requerimento de Juarez Morais que pede implantação de linha ônibus para atender três bairros em Timon

A Câmara de Timon aprovou hoje, 27, o Requerimento Nº 053/2023, que requer do Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana, Cimu, que tem na presidência...

Hospital Universitário ganha 20 leitos de UTI em parceria com Governo do Estado

A Secretaria de Estado da Saúde investiu quase R$ 4 milhões nessa obra, fortalecendo a relação com o governo federal. O governador Rafael Fonteles participou,...
Gasolina brasileira uma das mais caras do mundo
Gasolina brasileira uma das mais caras do mundo
Em pronunciamento anual à Assembleia Legislativa, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que vai aumentar o preço da gasolina em 2015, após 18 anos sem reajuste do produto no país, o mais barato do mundo. Segundo o mandatário, "chegou o momento" de tomar a decisão, em vista da atual conjuntura econômica da Venezuela e do cenário internacional de queda histórica do valor da commodity. Após quase cinco anos de estabilidade, o preço do petróleo caiu mais de 50%, quando foi de US$ 115 por barril a menos de US$ 60, em pouco mais de seis meses. Como o petróleo é responsável por 95% das suas exportações, a Venezuela depende exclusivamente do “ouro negro” para garantir uma balança comercial favorável. Ontem, o chefe de Estado venezuelano também admitiu que o custeio da gasolina consome cerca de US$ 12,5 bilhões por ano em subsídios. "É claro que a receita faz falta..., o que eu estou dizendo é que não há desespero", disse Maduro, de acordo com a Reuters. "Será feito este ano, sem pressa, mas será feito”, completou, na noite desta quarta-feira (21/01). No início de 2015, Caracas entrou oficialmente em recessão e apresenta uma hiperinflação de preços de mercadorias essenciais. Em vista desse panorama, Maduro também anunciou que vai reorganizar o sistema de taxas de câmbio, na tentativa de fortalecer as receitas do país.   Edição: Veja Timon Via: EFE