Que projeto a Prefeita de Timon tem para cidade crescer e se desenvolver?

spot_img
Compartilhe:

Essa pergunta pode ser respondida hoje por um percentual da população ainda maior que os 59,77% da população, que foi às urnas em 2020 e votou em outros nomes na disputa.

Quando anunciado o resultado da eleição para prefeito em Timon na eleição de 2020 e a atual prefeita venceu por uma maioria simples de 375 votos, apesar da vitória, o resultado geral mostrou a rejeição da população ao nome da atual gestora que obteve 40,23 por cento dos votos contra 59,77 por cento sufrágios para os demais concorrentes no pleito.

Na eleição, talvez o eleitor já se fizesse a pergunta título dessa postagem ou até como sábio que o povo é adivinhasse o futuro que vinha pela frente e que no primeiro ano de gestão e nos primeiros três meses do segundo ano, os objetivos políticos e administrativos da atual governança fossem tão claros como são agora.

Prefeita apontando para o buraco profundo que a prefeitura vai enfrentar.

Ao que parece, a atual prefeita imbuída de cumprir tudo prometeu aos mentores tem propósitos somente de eleger seu concunhado a deputado estadual, tentar desmoralizar o desafeto politico desses mentores políticos na Câmara de Timon, construir jardins na Avenida Jaime Rios e tapar o Grotão do bairro Pedro Patrício.

Além disso, o que tem feito a atual gestão de Timon?

Politicamente, as decisões que a prefeita está sendo tomada a levar só prejudicam os timonenses e sua cidade. Por força e orientação desses mentores, a prefeita perderá o apoio do governo estadual, maior investidor no município durante oito anos da gestão passada.

Ao que parece e o resultado da eleição de 2022 e quem vai estabelecer, a rejeição da atual gestão só aumenta. Colocando como parâmetro a última eleição quando o governador Flávio Dino se reelegeu com 69 por cento da população de Timon e o governo elegeu todos de sua chapa: senadores, deputado federal e estadual com boa margem e votação, a eleição de 2022 não será nada fácil para a gestão pública ou para seu grupo politico, caso todo cenário atual permaneça da forma como está e o candidato a governador da prefeita se apresente cada dia mais fragmentado e derrotado dentro de seu próprio partido o PDT, que ontem, 10, deu um duro golpe no senador Weverton Rocha.

Portanto, que projeto tem a atual gestão para Timon? Se for continuar os mesmos citados nessa postagem, com certeza, a gestão permanecerá na inércia administrativa de fazer alguma coisa pela cidade e, no campo politico, o desastre parece ser inevitável em 2022 com prejuízo maior no rumo de 2024.

É isso!

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

São Luís está entre os 20 destinos nacionais mais procurados na Black Friday, segundo a Decolar

São Luís foi apontada como um dos 20 destinos mais procurados durante a campanha de Black Friday da companhia de viagens on-line Decolar. A...

TRF1 aceita denúncia do MPF contra prefeito de Pinheiro (MA) e mais seis pessoas por fraudes e desvio de recursos

Eles responderão por crimes de responsabilidade, lavagem de capitais e organização criminosa, na medida de suas participações Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª...

Facebook deve restituir conta invadida e pagar indenização a usuário

O Juizado Cível e Criminal da cidade de Codó condenou a plataforma social Facebook a restabelecer a conta de usuário Tiago Tales Silva Sousa,...

Essa pergunta pode ser respondida hoje por um percentual da população ainda maior que os 59,77% da população, que foi às urnas em 2020 e votou em outros nomes na disputa.

Quando anunciado o resultado da eleição para prefeito em Timon na eleição de 2020 e a atual prefeita venceu por uma maioria simples de 375 votos, apesar da vitória, o resultado geral mostrou a rejeição da população ao nome da atual gestora que obteve 40,23 por cento dos votos contra 59,77 por cento sufrágios para os demais concorrentes no pleito. Na eleição, talvez o eleitor já se fizesse a pergunta título dessa postagem ou até como sábio que o povo é adivinhasse o futuro que vinha pela frente e que no primeiro ano de gestão e nos primeiros três meses do segundo ano, os objetivos políticos e administrativos da atual governança fossem tão claros como são agora.
Prefeita apontando para o buraco profundo que a prefeitura vai enfrentar.
Ao que parece, a atual prefeita imbuída de cumprir tudo prometeu aos mentores tem propósitos somente de eleger seu concunhado a deputado estadual, tentar desmoralizar o desafeto politico desses mentores políticos na Câmara de Timon, construir jardins na Avenida Jaime Rios e tapar o Grotão do bairro Pedro Patrício. Além disso, o que tem feito a atual gestão de Timon? Politicamente, as decisões que a prefeita está sendo tomada a levar só prejudicam os timonenses e sua cidade. Por força e orientação desses mentores, a prefeita perderá o apoio do governo estadual, maior investidor no município durante oito anos da gestão passada. Ao que parece e o resultado da eleição de 2022 e quem vai estabelecer, a rejeição da atual gestão só aumenta. Colocando como parâmetro a última eleição quando o governador Flávio Dino se reelegeu com 69 por cento da população de Timon e o governo elegeu todos de sua chapa: senadores, deputado federal e estadual com boa margem e votação, a eleição de 2022 não será nada fácil para a gestão pública ou para seu grupo politico, caso todo cenário atual permaneça da forma como está e o candidato a governador da prefeita se apresente cada dia mais fragmentado e derrotado dentro de seu próprio partido o PDT, que ontem, 10, deu um duro golpe no senador Weverton Rocha. Portanto, que projeto tem a atual gestão para Timon? Se for continuar os mesmos citados nessa postagem, com certeza, a gestão permanecerá na inércia administrativa de fazer alguma coisa pela cidade e, no campo politico, o desastre parece ser inevitável em 2022 com prejuízo maior no rumo de 2024. É isso!