Esconderijo dentro de livro para arma complica ainda mais situação de deputados federais no MA

spot_img
Compartilhe:

Em operação que investiga supostos desvios em emendas orçamentárias destinadas à saúde no Maranhão em que três deputados federais foram mencionados, a Polícia Federal encontrou um livro com as páginas recortadas para esconder uma arma.

O livro estava na casa de Abraão Nunes Martins Filho, vereador em Itapecuru-Mirim (PDT), que, segundo policiais, teria como função ameaçar prefeitos que não aceitassem pagar propina após receberem recursos de emendas.

Os parlamentares Josimar Maranhãozinho (PL-MA), Pastor Gil (PL-MA) e Bosco Costa (PL-SE) constavam como autores de emendas em lista manuscrita que estava na casa de agiota que supostamente coordenava o esquema, Josival Cavalcanti da Silva, conhecido como Pacovan, dono de postos de gasolina no estado que seriam usados para lavagem de dinheiro. Folhauol.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Senhor dos Anéis: Moraes manda “CNN”, “Veja” e “GNews” quebrarem sigilo da fonte jornalística

O ministro quer quer o conteúdo das entrevistas com Marcos do Val sejam comparados ao depoimento dele à PF Os três veículos de imprensa...

Proposta de “oposição unida” em Timon terá que enfrentar o primeiro obstáculo: cargos

Nomeações para cargos em Timon deverá ser o primeiro desafio da proposta de união da oposição a começar pelos aliados do governador. Muito embora tenham...

Tudo o que os governistas de Timon não queriam, poderá acontecer em 2024. Oposição trabalha pela união

Oposição de Timon, realizou em São Luiz, ontem, a primeira reunião para tratar da união do grupo e vencer as eleições em 2024. Em reunião,...
Em operação que investiga supostos desvios em emendas orçamentárias destinadas à saúde no Maranhão em que três deputados federais foram mencionados, a Polícia Federal encontrou um livro com as páginas recortadas para esconder uma arma. O livro estava na casa de Abraão Nunes Martins Filho, vereador em Itapecuru-Mirim (PDT), que, segundo policiais, teria como função ameaçar prefeitos que não aceitassem pagar propina após receberem recursos de emendas. Os parlamentares Josimar Maranhãozinho (PL-MA), Pastor Gil (PL-MA) e Bosco Costa (PL-SE) constavam como autores de emendas em lista manuscrita que estava na casa de agiota que supostamente coordenava o esquema, Josival Cavalcanti da Silva, conhecido como Pacovan, dono de postos de gasolina no estado que seriam usados para lavagem de dinheiro. Folhauol.