Gestão Dinair enfrenta amanhã, 22, mais uma manifestação por melhorias

spot_img
Compartilhe:

Dessa vez são os conselheiros tutelares. Eles estão há quatro anos sem reajuste

Os conselheiros tutelares de Timon estão há quatro anos sem reajuste nas suas remunerações para atuarem com proteção e garantia do cumprimento das leis em favor das crianças e adolescentes, que têm seus direitos aviltados e precisam da atuação dessa categoria, que na maioria das vezes, deixa seus afazeres pessoais, e durante 24 HS ficam à disposição da sociedade.

Por conta da falta de entendimento com a gestão passada e atual e mesmo diante das iniciativas por parte dos conselheiros sem a devida atenção da gestora, está programada para amanhã um ato público, às 10h, em frente sede da Prefeitura de Timon, quando os conselheiros pretendem esclarecer à sociedade e cobrar da gestão da prefeita Dinair Veloso a garantia do direito ao reajuste, que segundo informações foi encaminhada ao Executivo no final do ano passado pela Câmara Municipal, mas que não foi devolvido para que os vereadores pudessem votar e aprovar o reajuste de 24 por cento nas remunerações dos conselheiros timononenses.

De acordo com informações colhidas pelo blog, os conselheiros participaram de uma rodada de negociação com a prefeita em novembro passado quando a mesma não definiu um prazo para avançar nas negociações. De lá para cá a negociação para a concessão do reajuste não avançou e como abril – de acordo com o calendário eleitoral -, é o mês limite para as concessões de reajuste, a categoria teme, caso não seja efetivado dentro do prazo ficar sem reajuste por cinco anos, o que com certeza, causaria um grande prejuízo na atuação dos conselheiros em Timon.

Timon possui dois conselhos tutelares, seus membros foram eleitos pela sociedade em eleição democrática e participativa. Cada conselho, um no Centro e outro no bairro Parque Alvorada; possui cinco conselheiros tutelares.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...

Aulas na Rede Estadual iniciam nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão

Nesta segunda-feira (6), estudantes da Rede Estadual nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão retornaram às salas de aula. Para fortalecer as estratégias...

Projeto de Lei do deputado Rafael assegura acesso a medicamentos à base de canabidiol e similares

O Projeto de Lei 01/2023, de autoria do deputado Rafael, assegura o acesso a medicamentos à base de canabidiol (CBD) e tetrahidrocanabinol (THC) “às...

Dessa vez são os conselheiros tutelares. Eles estão há quatro anos sem reajuste

Os conselheiros tutelares de Timon estão há quatro anos sem reajuste nas suas remunerações para atuarem com proteção e garantia do cumprimento das leis em favor das crianças e adolescentes, que têm seus direitos aviltados e precisam da atuação dessa categoria, que na maioria das vezes, deixa seus afazeres pessoais, e durante 24 HS ficam à disposição da sociedade. Por conta da falta de entendimento com a gestão passada e atual e mesmo diante das iniciativas por parte dos conselheiros sem a devida atenção da gestora, está programada para amanhã um ato público, às 10h, em frente sede da Prefeitura de Timon, quando os conselheiros pretendem esclarecer à sociedade e cobrar da gestão da prefeita Dinair Veloso a garantia do direito ao reajuste, que segundo informações foi encaminhada ao Executivo no final do ano passado pela Câmara Municipal, mas que não foi devolvido para que os vereadores pudessem votar e aprovar o reajuste de 24 por cento nas remunerações dos conselheiros timononenses. De acordo com informações colhidas pelo blog, os conselheiros participaram de uma rodada de negociação com a prefeita em novembro passado quando a mesma não definiu um prazo para avançar nas negociações. De lá para cá a negociação para a concessão do reajuste não avançou e como abril - de acordo com o calendário eleitoral -, é o mês limite para as concessões de reajuste, a categoria teme, caso não seja efetivado dentro do prazo ficar sem reajuste por cinco anos, o que com certeza, causaria um grande prejuízo na atuação dos conselheiros em Timon. Timon possui dois conselhos tutelares, seus membros foram eleitos pela sociedade em eleição democrática e participativa. Cada conselho, um no Centro e outro no bairro Parque Alvorada; possui cinco conselheiros tutelares.