Saída intempestiva da mulher do vice-prefeito João Rodolfo causa incômodo político ao governo Dinair

spot_img
Compartilhe:

A decisão da mulher da vice-prefeito de Timon João Rodolfo, Cristiane Pinheiro Rego de abandonar o governo Dinair Veloso oito dias após ser nomeada para o cargo de confiança de secretária municipal, formata informação que emana dos bastidores repassada ao blogdoribinha, de que o vice-prefeito não estaria contente com a gestão da qual faz parte.

A nomeação de Cristiane Pinheiro seria parte de um acordo político entre o vice e atual prefeita Dinair Veloso, que deveria ter sido efetuada no início da gestão, em fevereiro, mas que só pode ser feita sete meses depois, após Dinair Veloso ouvir forças externas de mando dentro do seu governo para se cumpria ou não o que prometera ao vice, isso segundo fontes próximas a ambos.

A decisão inoportuna vinha sendo digerida pelo vice-prefeito, que é homem comedido em seus atos e ciente de suas responsabilidade o do papel que representa dentro do contexto politico, em Timon e no Maranhão, mas que segundo fontes, preferiu não aceitar mais o cargo e orientar mulher à decisão de deixá-lo causando embaraço na gestão.

O que deve se seguir após esse abandono de Cristiane Pinheiro deverá causar ainda mais incômodo ao governo Dinair e seus aliados, inclusive ao pré-candidato indicado pelo grupo Leitoa, em Timon, para disputa em 2022.

Vamos ficar no aguardo!

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Senhor dos Anéis: Moraes manda “CNN”, “Veja” e “GNews” quebrarem sigilo da fonte jornalística

O ministro quer quer o conteúdo das entrevistas com Marcos do Val sejam comparados ao depoimento dele à PF Os três veículos de imprensa...

Proposta de “oposição unida” em Timon terá que enfrentar o primeiro obstáculo: cargos

Nomeações para cargos em Timon deverá ser o primeiro desafio da proposta de união da oposição a começar pelos aliados do governador. Muito embora tenham...

Tudo o que os governistas de Timon não queriam, poderá acontecer em 2024. Oposição trabalha pela união

Oposição de Timon, realizou em São Luiz, ontem, a primeira reunião para tratar da união do grupo e vencer as eleições em 2024. Em reunião,...
A decisão da mulher da vice-prefeito de Timon João Rodolfo, Cristiane Pinheiro Rego de abandonar o governo Dinair Veloso oito dias após ser nomeada para o cargo de confiança de secretária municipal, formata informação que emana dos bastidores repassada ao blogdoribinha, de que o vice-prefeito não estaria contente com a gestão da qual faz parte. A nomeação de Cristiane Pinheiro seria parte de um acordo político entre o vice e atual prefeita Dinair Veloso, que deveria ter sido efetuada no início da gestão, em fevereiro, mas que só pode ser feita sete meses depois, após Dinair Veloso ouvir forças externas de mando dentro do seu governo para se cumpria ou não o que prometera ao vice, isso segundo fontes próximas a ambos. A decisão inoportuna vinha sendo digerida pelo vice-prefeito, que é homem comedido em seus atos e ciente de suas responsabilidade o do papel que representa dentro do contexto politico, em Timon e no Maranhão, mas que segundo fontes, preferiu não aceitar mais o cargo e orientar mulher à decisão de deixá-lo causando embaraço na gestão. O que deve se seguir após esse abandono de Cristiane Pinheiro deverá causar ainda mais incômodo ao governo Dinair e seus aliados, inclusive ao pré-candidato indicado pelo grupo Leitoa, em Timon, para disputa em 2022. Vamos ficar no aguardo!