Uilma Resende diz que prefeita confirma em vídeo que atraso de salários nunca foi culpa da Câmara

spot_img
Compartilhe:

Veja o vídeo do vereador presidente da Câmara sobre mais um esclarecimento que derruba a pretensão do governo de culpar pelo atraso de salários a rejeição do orçamento.

Em mais um vídeo nas redes sociais o presidente da Câmara de Timon Uilma Resende faz esclarecimentos sobre a situação envolta em polêmica que foi a rejeição do Orçamento deste ano e que por causa da não aprovação da LOA 2022, seus adversários do governo municipal tentaram lhe impingir a culpa caso a prefeitura sofresse continuidade no pagamento do servidores. Ele disse que, em vídeo, a prefeita está afirmando que fará o pagamento dos servidores terceirizados e que isto é uma prova de que a culpa por salários atrasados nunca foi a Câmara. O que falta é preparo do governo, que já atrasa salários desde 2021

Uilma esclareceu que ao fazer um pagamento no último dia 24, a prefeitura mostra que o município tem orçamento e que falta à gestão de Dinair Veloso é organização e planejamento, e no caso do pagamento, é uma demonstração de falta de respeito para com o servidor público.

Neste vídeo, esclarecemos e mostramos à população que o verdadeiro culpado pelo atraso de salários nunca foi a câmara, mas sim a falta de organização e preparo do governo municipal, que já atrasa salários desde 2021, quando a LOA 2021 estava aprovada pela câmara. No dia 24 de janeiro, a prefeitura destinou a uma empresa privada, o valor de R$ 300 mil reais para manutenção de meio fio, como consta no portal da transparência. Isso mostra que Timon tem orçamento e o que faltou foi sensibilidade e respeito ao servidor público. Estamos sempre abertos ao diálogo, mas não abriremos mão de nossa independência e nem cederemos a qualquer tipo de pressão de quem de forma autoritária tenta tirar os direitos da câmara e do nosso povo.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Conheça o cronograma de obras de esgoto da Águas de Timon para está semana

A Águas de Timon avança em mais uma etapa das obras de esgotamento sanitário no município. Entre os dias 28 de novembro a 03...

Vereador PA acompanha início de obras de sua autoria nos bairros de Timon

O vereador Pedro Augusto PA, de Timon, um dos parlamentares mais atuantes da nova geração política da cidade, "meteu", literalmente "mão na massa". Assim que...

Equatorial Maranhão informa sobre horários de funcionamento durante jogos do Brasil

Postos E + Reciclagem e agências de atendimento terão horários diferenciados durante as partidas da seleção brasileira Com o início da Copa do Mundo no...

Veja o vídeo do vereador presidente da Câmara sobre mais um esclarecimento que derruba a pretensão do governo de culpar pelo atraso de salários a rejeição do orçamento.

Em mais um vídeo nas redes sociais o presidente da Câmara de Timon Uilma Resende faz esclarecimentos sobre a situação envolta em polêmica que foi a rejeição do Orçamento deste ano e que por causa da não aprovação da LOA 2022, seus adversários do governo municipal tentaram lhe impingir a culpa caso a prefeitura sofresse continuidade no pagamento do servidores. Ele disse que, em vídeo, a prefeita está afirmando que fará o pagamento dos servidores terceirizados e que isto é uma prova de que a culpa por salários atrasados nunca foi a Câmara. O que falta é preparo do governo, que já atrasa salários desde 2021 Uilma esclareceu que ao fazer um pagamento no último dia 24, a prefeitura mostra que o município tem orçamento e que falta à gestão de Dinair Veloso é organização e planejamento, e no caso do pagamento, é uma demonstração de falta de respeito para com o servidor público. Neste vídeo, esclarecemos e mostramos à população que o verdadeiro culpado pelo atraso de salários nunca foi a câmara, mas sim a falta de organização e preparo do governo municipal, que já atrasa salários desde 2021, quando a LOA 2021 estava aprovada pela câmara. No dia 24 de janeiro, a prefeitura destinou a uma empresa privada, o valor de R$ 300 mil reais para manutenção de meio fio, como consta no portal da transparência. Isso mostra que Timon tem orçamento e o que faltou foi sensibilidade e respeito ao servidor público. Estamos sempre abertos ao diálogo, mas não abriremos mão de nossa independência e nem cederemos a qualquer tipo de pressão de quem de forma autoritária tenta tirar os direitos da câmara e do nosso povo.