Como se ainda não soubesse, Cimu cria 0800 para saber os problemas do transporte público em Timon

spot_img
Compartilhe:

O Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana (Cimu) implantou um serviço de ouvidoria para ouvir as demandas da população sobre o transporte público. O diretor administrativo do órgão, João Batista, destaca que a ideia é se aproximar de forma mais direta da população para direcionar, da melhor forma, a atual frota. O canal direto com o Cimu é o 0800 086 5963.

“O Cimu está trabalhando diuturnamente para tentar amenizar as dificuldades do sistema. Disponibilizamos esse canal direto com o órgão, que vai facilitar na identificação dos gargalos e assim possamos reorganizar e direcionar a frota existente para atender a população da melhor forma possível”, destaca João Batista.

O ouvidor do Cimu, Gérson Silva, reforça que a ligação é gratuita e vai fazer com que as demandas dos habitantes cheguem, de forma oficial, mais rapidamente.

“A ideia é ter um canal oficial para ouvir a população e fazer com que a melhoria no transporte coletivo em Timon aconteça. Esse contato é gratuito e vai facilitar o acesso, pois as reclamações, denúncias e sugestões poderão ser feitas pelo telefone”, explica Gérson Silva, ouvidor do Cimu.

LICITAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO

O Cimu é o órgão responsável por regulamentar o transporte público entre Timon e Teresina. O diretor administrativo do Cimu explica que um dos principais entraves para a melhoria no serviço é a liberação pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), para dar início ao processo licitatório para contratação de empresas que vão operar no sistema.

“A população pede que a cobertura de ônibus seja ampliada, uma situação que foi potencializada com a saída repentina da empresa Dois Irmãos, no fim do ano passado, sem aviso prévio. Estamos aguardando a resposta de Brasília, para que possamos resolver o problema do transporte público e colocar mais ônibus na cidade”, explica Batista.

Até o aval da ANTT, o diretor do Cimu destaca que medidas paliativas podem ser adotadas, por meio de diálogo com a empresa em operação no momento, a Timon City. Para tanto, é importante a contribuição da população por meio do 0800.

“As pessoas repassando suas denúncias e reclamações no canal certo, temos como buscar soluções de forma mais rápida. A gente precisa ouvir a população que vai dizer, de fato, quais os problemas mais graves. Assim, junto com a Timon City, vamos buscar contornar essa situação enquanto a gente não tem uma solução completa e total através da licitação”, finaliza João Batista. Da assessoria.

Veja abaixo postagens relacionados ao assunto:

https://vejatimon.com/geral/alynne-macedo-cobra-de-dinair-cade-seu-pessoal-de-brasilia-para-resolver-o-problema-do-transporte-de-timon/

https://vejatimon.com/geral/alynne-macedo-inicia-atividade-legislativa-cobrando-solucao-para-transporte-coletivo-de-timon/

https://vejatimon.com/geral/duas-falas-na-camara-apontaram-para-solucoes-dos-problemas-na-cidade-de-timon/

https://vejatimon.com/geral/leitor-pede-solucao-para-o-caos-de-transporte-publico-em-timon/

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...

Aulas na Rede Estadual iniciam nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão

Nesta segunda-feira (6), estudantes da Rede Estadual nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão retornaram às salas de aula. Para fortalecer as estratégias...

Projeto de Lei do deputado Rafael assegura acesso a medicamentos à base de canabidiol e similares

O Projeto de Lei 01/2023, de autoria do deputado Rafael, assegura o acesso a medicamentos à base de canabidiol (CBD) e tetrahidrocanabinol (THC) “às...

O Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana (Cimu) implantou um serviço de ouvidoria para ouvir as demandas da população sobre o transporte público. O diretor administrativo do órgão, João Batista, destaca que a ideia é se aproximar de forma mais direta da população para direcionar, da melhor forma, a atual frota. O canal direto com o Cimu é o 0800 086 5963.

“O Cimu está trabalhando diuturnamente para tentar amenizar as dificuldades do sistema. Disponibilizamos esse canal direto com o órgão, que vai facilitar na identificação dos gargalos e assim possamos reorganizar e direcionar a frota existente para atender a população da melhor forma possível”, destaca João Batista.

O ouvidor do Cimu, Gérson Silva, reforça que a ligação é gratuita e vai fazer com que as demandas dos habitantes cheguem, de forma oficial, mais rapidamente.

“A ideia é ter um canal oficial para ouvir a população e fazer com que a melhoria no transporte coletivo em Timon aconteça. Esse contato é gratuito e vai facilitar o acesso, pois as reclamações, denúncias e sugestões poderão ser feitas pelo telefone”, explica Gérson Silva, ouvidor do Cimu.

LICITAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO

O Cimu é o órgão responsável por regulamentar o transporte público entre Timon e Teresina. O diretor administrativo do Cimu explica que um dos principais entraves para a melhoria no serviço é a liberação pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), para dar início ao processo licitatório para contratação de empresas que vão operar no sistema.

“A população pede que a cobertura de ônibus seja ampliada, uma situação que foi potencializada com a saída repentina da empresa Dois Irmãos, no fim do ano passado, sem aviso prévio. Estamos aguardando a resposta de Brasília, para que possamos resolver o problema do transporte público e colocar mais ônibus na cidade”, explica Batista.

Até o aval da ANTT, o diretor do Cimu destaca que medidas paliativas podem ser adotadas, por meio de diálogo com a empresa em operação no momento, a Timon City. Para tanto, é importante a contribuição da população por meio do 0800.

“As pessoas repassando suas denúncias e reclamações no canal certo, temos como buscar soluções de forma mais rápida. A gente precisa ouvir a população que vai dizer, de fato, quais os problemas mais graves. Assim, junto com a Timon City, vamos buscar contornar essa situação enquanto a gente não tem uma solução completa e total através da licitação”, finaliza João Batista. Da assessoria.

Veja abaixo postagens relacionados ao assunto:

https://vejatimon.com/geral/alynne-macedo-cobra-de-dinair-cade-seu-pessoal-de-brasilia-para-resolver-o-problema-do-transporte-de-timon/

https://vejatimon.com/geral/alynne-macedo-inicia-atividade-legislativa-cobrando-solucao-para-transporte-coletivo-de-timon/

https://vejatimon.com/geral/duas-falas-na-camara-apontaram-para-solucoes-dos-problemas-na-cidade-de-timon/

https://vejatimon.com/geral/leitor-pede-solucao-para-o-caos-de-transporte-publico-em-timon/